Ir ao nosso site corporativo

Rovabio® Excel é a primeira enzima que degrada PNA aprovada para matrizes suínas pela UE

11/01/2015

A União Européia acaba de conceder a Rovabio® Excel a autorização para uso em porcas, desde uma semana antes do parto até o desmame. A suplementação da dieta de porcas em lactação com Rovabio® Excel, a enzima versátil, proporcionou uma menor perda de peso e melhorou o consumo alimentar durante a lactação. Rovabio® Excel é uma valiosa ferramenta para beneficiar a indústria suína, que constantemente opera com margens de lucro muito pequenas.

Uma meta-análise foi realizada com 6 ensaios em várias universidades ao redor do mundo, envolvendo 640 porcas. Esta meta-análise apresentou uma redução média de 3 kg (mais de 20%) na perda de peso das porcas que receberam uma dieta suplementada com Rovabio® Excel em situações variáveis de ambiência, condições de instalações, formulações de dietas e linhagens. Resultados similares foram obtidos tanto em dietas de milho quanto de trigo e cevada (Fig 1).

Esquema 1: Resultados de 6 estudos no mundo. Perda de peso durante a lactação Tabela 1: Síntese dos resultados técnicos, Prairie Swine Center, Canadá
+ foto porca em lactação

CP Rovabio Truie_Metaanalyses_Nov14

 

A perda de peso das porcas durante a lactação é um importante indicador da prolificidade subsequente, tendo impacto na duração do intervalo entre o desmame e a cobertura útil, tamanho da leitegada e na longevidade produtiva destas fêmeas.

Um estudo realizado no Prairie Swine Center (Canadá) confirmou o interesse em utilizar enzimas que degradam PNAs na dieta de porcas em lactação. Existe uma redução na perda de peso durante a lactação (-1,7 kg) e na diminuição da gordura subcutânea (-0,5 mm) após o desmame.

O efeito positivo é mais importante no primeiro parto, e se espera um impacto positivo no desempenho reprodutivo subsequente e na longevidade produtiva do rebanho.

Estes resultados são consequência de dois mecanismos:
Primeiramente, o complexo multi-enzimático leva a uma melhor digestibilidade das principais matérias primas usadas nas dietas e também a uma melhora no consumo de ração durante o período de lactação (+7 kg).
Em função destes dois benefícios nutricionais nas porcas, o peso individual dos leitões e o peso da leitegada ao desmame também são melhorados quando as matrizes suínas recebem uma dieta com Rovabio® Excel: 6,47 kg contra 6,23 kg; e 67,3 kg contra 62,3 kg, respectivamente.

Para os nutricionistas que lidam com o desafio de requerimentos nutricionais cada vez mais altos das porcas hiperprolíficas com capacidade limitada de consumo de ração, Rovabio® Excel se mostra uma ferramenta útil para a formulação de dietas com maior conteúdo de energia.

Além disso, se um aumento de 240 g no peso dos leitões ao desmame – como obtido no experimento realizado no Prairie Swine Center – levar a um aumento no peso vivo ao abate entre 0,6 kg a 1 kg (equivalente a 0,5 a 0,8 kg de peso de carcaça em condições de campo), o benefício do uso de Rovabio® seria de aproximadamente US$ 18 a 35/ porca/ ano dependendo dos custos locais, considerando-se 23 leitões por porca/ano e um preço de US$ 1,6 a 1,9/kg da carne suína. Assim sendo, com um custo de uso de apenas US$ 0,95/porca/ano para o produtor, esta única vantagem leva a um retorno no investimento entre 20:1 e 40:1.

 

Tabela 1. Resultados do estudo em Prairie Swine Center (Canadá)

20151101rovabioexcel_pt

Com este novo registro, Rovabio® Excel confirma sua posição de liderança como a enzima versátil. Esta é a única enzima disponível no mercado com uma dose única recomendada para todas as dietas, sendo aprovada para aves, leitões (desmamados), suínos de engorda e agora para porcas entre uma semana antes do parto até o desmame.

* COMISSÃO DE REGULAMENTAÇÃO (UE) No 1138/2014

NSP_autorise-truie_UK_A4_HD2